3 de set de 2014

Racismo da torcedora custou a exclusão do Grêmio da Copa do Brasil e mais R$ 54 MIL de multa

Noite histórica. Grêmio eliminado da Copa do Brasil graças ao racismo de seus torcedores. O omisso árbitro Wilton Pereira suspenso 90 dias. Torcedores proibidos por dois anos de frequentarem estádios. Vitória da civilidade…!Esta foi a frase dita no título do artigo publicado pelo Cosme Rimoli um dos blogueiros de  esporte mais críticos que eu conheço link direto clique aqui .cujo blog que eu admiro muito na areá do futebol por suas abordagens polêmicas eu recomendo.

Patricia Moreira a responsavel pela exclussão do Grêmio

Por culpa da sua torcida  o Grêmio foi excluído da Copa do Brasil e ainda terá que pagar uma multa de R$ 54 MIL . A responsável por tudo isso é esta   moça acima na foto ,ela se chama Patricia Moreira da Silva e foi condenada nas redes sociais logo após o episodio de racismo ser confirmado contra o goleiro Aranha, para a sua infelicidade e para a infelicidade do Grêmio as câmeras de TV do ESPN Brasil  flagrou os gritos absurdos de racismo direcionado ao goleiro Santista .A moça teve uma semana tensa nas redes sociais sendo até mesmo obrigada a deletar suas contas no facebook e no instagram por conta dos xingamento que recebeu dos internautas .Na partida  entre Santos e Grêmio pela Copa do Brasil na semana passada, Patricia disparou  uma frase racista"seu Macaco fedido"as câmeras de TV flagraram o momento e foi o estopim para que as pessoas soubessem quem era esta torcedora racista e as redes sociais trataram de dar inicio no processo de "há justiça seja feita,no caso  o que vimos hoje.."




Justiça do futebol usa imagens captadas pela ESPN Brasil
Hoje no rio  finalmente a justiça do esporte reconheceu que o racismo faz mal ao futebol e deve ser punido, mesmo que eu ache que a punição deverá ser em direção ao torcedor responsável e não ao clube mais ainda estamos falando de Brasil né então paciência .



A justiça esportiva deu uma lição inesquecível na verdade  no racismo dentro do futebol brasileiro. De forma inédita, o STJD excluiu um clube grande da serie  A da Copa do Brasil. O Grêmio foi excluído do torneio por causa das ofensas racistas de sua torcida ao goleiro Aranha do Santos. Ainda foi multado em R$ 54 mil.

O árbitro Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO) também foi punido. Está suspenso por 45 dias. Absurdamente, ele não relatou as injúrias raciasis, o racismo contra o jogador na súmula da partida da semana passada. Wilton pagará multa de R$ 800,00. Os auxiliares não escaparam: 30 dias afastados e multa de R$ 500,00. Os torcedores identificados pela polícia não poderão frequentar estádios no Brasil por dois anos.Muito booooommm até a agora mais e a Patricia o que vai acontecer ? Só isso?Só dois anos sem ir ao estadio mais e ela como pessoa será que ela é racista só quando esta em estadios de futebol.?.
Patricia fazendo caras e bocas insinuando nojo do mascote do inter

O julgamento no Rio de Janeiro teve duração de cerca de 5  horas. A defesa do Grêmio  tentou desvincular o clube das ações de sua torcida. Mas no Brasil é assim os clubes são os responsáveis pelos atos que seus torcedores fazem assim como os pais são pelos seus filhos de menor de 18 anos de idade. Os clubes pagam pelos atos errados dos seus torcedores a alto custo. Fora dos seus domínios e principalmente, como foi o caso, no seu próprio estádio.

Os auditores foram firmes. Fizeram questão de destacar que não era a primeira vez que o Grêmio era julgado no STJD por racismo de seus torcedores. Na verdade a questão em Porto Alegre vem de décadas e mais décadas. Parte das organizadas gremistas apela para injúrias raciais contra jogadores e torcedores do Internacional. Dentro do âmbito estadual, tudo era relevado. Quando houve o racismo explícito na Copa do Brasil contra Aranha, goleiro do Santos, time paulista, tudo se complicou.

E como eu disse lá no facebook e no twitter #Racismoécrime# e impunidade é incompetência vamos lá ministério publico, vocês são pagos pra isso. !! Agora só falta punir de onde partiu os culpados, mais a coisa não anda tão fácil pro lado de um deles neste caso do lado da Patricia que até ontem estava com dificuldade pra arranjar um advogado para defende-la
Foto: Racismo é crime e impunidade é incompeténcia.Cadeia ou prestação de esclarimento.Vamos lá ministério publico vocês são pago pra isso.
Só esperamos que tudo o que refletiu desde a quinta-feira passada mude alguma coisa no Rio Grande do Sul. O que ainda é difícil de acreditar pois o estado é um dos estados que mais registra casos de preconceitos raciais o que eu não entendo o porque. O líder da torcida organizada "Geral do Grêmio", Rodrigo Rysdyk depôs na manhã desta quarta feira (03). E repetiu que as canções que ele e seus companheiros usam, chamando os torcedores do Internacional de 'macacos' não são racistas. Tentou se defender, alegando que as músicas têm mais de vinte anos e não ofendem ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...