25 de fev de 2014

Industria do sexo na Alemanha movimenta mais de 52 bilhões R$ por ano

Hanna, prostituta do Paradise, mega-bordel na Alemanha | Crédito: BBC
Fonte >imagem BBC Brasil



A Alemanha é uns dos raros países da  Europeu , a manter uma lei que da total amparo a venda de sexo no pais  , o que tornou a Alemanha em um verdadeiro conglomerado de bordeis espalhado por vários pontos das cidades .A lei que legaliza a prostituição como sendo uma  profissão vem sendo alvo de duras criticas na Alemanha  por críticos a legislação vigente no pais .

A primeira das criticas é o apelido que a Alemanha vem sendo chamado na Europa (o grande bordel da do continente)  outra critica refere -se na reavaliação da lei que regulamenta a profissão o governo regulamentou a profissão com o argumento de que prostitutas teriam mais segurançã .A venda de sexo no pais tornou-se num  motor  em escala industrial que criou empresa gigantes  financeiramente que tem em suas hierarquias diretores de marketing , comercial , financeiro etc.

Um dos maiores investimentos da industria do sexo na Alemanha é o Paradise situado na cidade de Stuttgart (Paradise/paraizo ) o Paradise é o  maior bordel da Alemanha e custou cerca de 19,3 milhões de euros. foi inaugurado  em 2008, o local é um verdadeiro complexo de entretenimento, que abrange um restaurante, um cinema, um spa e 31 quartos privados para centenas de frequentadores todas  as noites cerca de 80 prostitutas então ali.A empresa dona do  Paradise ainda possui outros cinco bordeis famosos na Europa e esta construindo  outros empreendimentos.

A grande maioria das profissionais  que trabalham nestas empresas vem de países  do leste Europeu , como Bulgária e Romênia algumas chegam a dar entrevistas cheias de contentamentos , porque tais empresas pagam melhor que a outra .

A  feminista Alemã  Alice Schwarzer lançou uma campanha para que o governo alemão reverta sua decisão sobre a prostituição e copie o modelo vigente na Suécia, onde é ilegal comprar serviços sexuais, mas não vendê-los.

Isso significa que um homem flagrado com uma prostituta pode ter de pagar uma multa cara ou enfrentar um longo processo penal.

Em nenhum dos dois casos, a mulher sofre pena judicial.

Tal modelo vem ganhando força por toda a Europa e agora está sendo seriamente considerado em sete países,  .

A prostituição na Alemanha é tanto que o pais chegou a incrível marca de 400 mil prostitutas trabalhando em bordeis , este locais são de grande inflaestrutura , e funciona como uma empresa  no que se refere aos níveis de hierarquia assim podemos dizer que  as profissionais também são o produto das empresa ao mesmo tempo que podemos considera-las a mão de obra operacional. A cada nova lei que que entra em vigor em  países vizinhos como França por exemplo é motivo de planejamento nos bordeis Alemães para conquistar clientes das fronteiras.

Outro pais que também é envolvido com a prostituição legalizada é a Holanda  lá  também é legal a prostituição, mas há  um certo preconceito entorno do trabalho o que dificulta as empresas de obterem grandes lucros o pais chegou a criar um museu da prostituição o primeiro do mundo, na cidade Holandesa de Amsterdã com um investimento multi  millhonario não revelado .

A Alemanha legalizou a prostituição em 2002, trazendo à formalidade uma indústria que movimenta cerca de 16 bilhões de euros (R$ 52 bilhões) por ano.

Por trás da decisão, havia a intenção de evitar que as prostitutas terminassem nas mãos de cafetões.


Um comentário :

  1. E ai o que vocês acham sobre a prostituição legalizada ela trás algum beneficios as mulheres em termos de segurança ?Foi por este motivo que o governo Alemão criou a leia e regulamentou a profissão na Alemanha mais você concorda ?

    ResponderExcluir

Curtiu o post comente logo abaixo ficamos felizes em receber sua opinião.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...